Adotando práticas sustentáveis no dia a dia.

A urgente necessidade de mudança em nossos hábitos diários tem tido cada vez mais destaque na mídia, incentivando e facilitando a adoção de novas práticas.

De fato, de acordo com pesquisa realizada pela FGV e Toluna (2019), 27% dos 1034 brasileiros entrevistados afirmaram terem mudado seus hábitos preocupados com o meio ambiente, e 41% destes asseguraram que estes novos hábitos serão definitivos. As principais mudanças relatadas foram: preferência por embalagens recicláveis e reutilizáveis como canudos e copos, diminuição no uso de sacolas plásticas e maior uso de transportes públicos e bicicletas.

Muitas vezes, adotarmos hábitos mais sustentáveis em nossa rotina requer apenas pequenas mudanças em nosso dia-a-dia! Por isso, preparamos uma lista com substituições simples que você pode facilmente colocar em prática, e assim fortalecer e fazer parte dessa corrente verde:

 Utilize bolsas reutilizáveis e evite as sacolas plásticas

Segundo o Ministério do Meio Ambiente, cerca de 1,5 milhões de sacolas plásticas são distribuídas por hora no Brasil. Evite-as levando sua bolsa reutilizável quando for às compras.

 Use copos, canudos, talheres e panos reutilizáveis

No Brasil são usados em média 720 milhões de copos descartáveis por dia  (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos) e além de não serem reaproveitados, nem todos chegam ao destino de reciclagem. Sugerimos que você leve seus próprios utensílios para onde for, evitando a utilização desses itens para descartá-los logo na sequência.

 Troque sua esponja por bucha vegetal

A esponja que utilizamos para lavar louças contém plásticos termorrígidos impossibilitando o derretimento desses fragmentos como os demais plásticos, além de acumularem mais bactérias. Já a bucha vegetal ajuda a diminuir a geração de lixo, pois é mais durável, biodegradável e ainda pode ser fervida e reutilizada diversas vezes. Adote a bucha vegetal, e sempre que possível dê preferência para aquelas que provenham de agricultura familiar.

 Evite o desperdício de alimentos

Em média são jogados fora 40 mil toneladas de alimentos por dia no Brasil (EMBRAPA). Sugerimos fazer um melhor planejamento das refeições no curto-prazo e comprar alimentos de acordo com esta estimativa, assim evitamos que alimentos estraguem e ainda economizamos no final do mês.

 Compre direto do produtor

Além de incentivar o pequeno produtor e fortalecer a economia da região, os produtos são mais frescos e saudáveis, requerem menos embalagens gerando menos lixo e desperdício, e ainda há redução de emissões de carbono devido à redução da rede de transportes/logística.

 Coleta seletiva: separe o lixo reciclável, orgânico e eletrônico

O Brasil gera em média 78,6 toneladas de resíduos (ABRELPE) das quais apenas 3% são recicladas (CEMPRE). Separando o lixo orgânico do reciclável e do eletrônico podemos reduzir estes números consideravelmente.

As embalagens recicláveis de alumínio (latas), vidro (garrafas, potes, etc.) e plástico devem ser lavados, de preferência com água de reuso.

Quanto ao lixo eletrônico, seu descarte incorreto pode contaminar o solo com metais pesados, por isso, entre em contato com o fabricante e verifique se há logística reversa, postos de coleta, cooperativas de reciclagem ou procure ONG’s especializadas.

 Troque as lâmpadas

As lâmpadas incandescentes gastam mais energia que as de Led e fluorescentes que, apesar de serem um pouco mais caras, gastam menos energia sendo assim mais econômicas.

 Retire aparelhos eletrônicos da tomada

Retire da tomada os aparelhos eletrônicos que não estiverem em uso. Além de economizar na conta você diminui o consumo de energia.

 Não jogue óleo de cozinha no encanamento

Cada litro de óleo pode poluir até 25 mil de litros de água (SABESP). Portanto, armazene o óleo em um recipiente e procure por ONG’s que reutilizam essa matéria-prima para produção de novos produtos, como sabão.